Aproveite a licença-maternidade para ir ao cinema

Por FABIANA FUTEMA

Você ficou sem vida social depois do nascimento do bebê? Não sabe como sair sozinha segurando duas bolsas (a sua e a do bebê), filho e carrinho? Minha dica para quem está começando a se aventurar da porta de casa para o mundo são as sessões do CineMaterna.

São sessões para mães de crianças de até 18 meses. As salas ficam lotadas de mamães com bebês em slings, carrinhos e cadeirinhas.

Há trocadores dentro da sala com fraldas, pomadas e lencinhos umedecidos _o que ajuda a diminuir o volume da bolsa do bebê.

O som costuma ser um pouco mais baixo e o ar-condicionado é mais fraco. Tapetinhos emborrachados são colocados no chão para as crianças brincarem.

Irene Nagashima, cofundadora do CineMaterna, diz que as sessões podem servir de desculpa para tirar a mãe de casa. “É uma oportunidade para a mulher que está pirando dentro de casa, querendo conversar, tirar dúvidas, encontrar com outras na mesma situação. É uma forma de reinseri-la na vida social.”

Ela conta que o projeto surgiu em agosto de 2008 a partir da necessidade de um grupo de mães de voltar a frequentar cinemas depois da maternidade. “Sou cinéfila e estava meio desesperada. E encontrei outras mães com o mesmo sentimento.”

No início, ela e mais 11 mães se juntaram e começaram a levar seus filhos para sessões que passavam no comecinho da tarde. “Fizemos isso por seis meses. E não era só cinema. Havia o café, o bate-papo depois.”

O projeto cresceu e ganhou patrocínio em 2009. No ano seguinte, o CineMaterna estava em 14 cidades. Hoje, o projeto está em 32 cidades de 15 Estados.

Entre as regras de etiqueta seguidas pelas frequentadores do CineMaterna está de sair da sala se o bebê começar a chorar muito. Irene diz que é só para acalmar a criança e depois voltar.

Entre no site do CineMaterna (http://www.cinematerna.org.br/) para se informar sobre horários e locais e filmes das próximas sessões.

Foco nas mamães

Irene diz que os filmes das sessões do CineMaterna são para as mães, e não para as crianças. Por isso a restrição para crianças maiores de 18 meses.

Ela diz a partir de 2 anos as crianças começam a se concentrar no filme. “Não são filmes para crianças, alguns podem ter linguagem inadequada para o público infantil.”

Além disso, os maiorzinhos já falam e podem não gostar de ficar tanto tempo dentro de uma sala de cinema. “Pode não ser uma experiência legal para a mãe”, afirma ela.

Experiência pessoal

A primeira vez que caí numa sessão do CineMaterna foi por engano. Nem era mãe. Estava de folga e fui pegar uma sessão das 14h no Frei Caneca. Quando entrei na sala reparei que só havia mães com bebês. Estava sozinha e havia um bebê na fileira da frente que não parava de brincar comigo. Adorei.

Anos depois fui como mãe a várias dessas sessões durante a licença-maternidade. Numa delas precisei de ajuda para carregar o bebê-conforto e uma das voluntárias do projeto me ajudou a segurar o Kazuo.

Para diminuir a bagagem, costumava sair de casa com uma única bolsa: colocava minhas coisas na do bebê. Alguns shoppings emprestam carrinhos para as mães _verifique se a sessão será em um que oferece essa comodidade.

Aproveite a licença-maternidade para ir a uma sessão de cinema exclusiva para mamães (Crédito: Divulgação/Cinematerna)
Aproveite a licença-maternidade para ir a uma sessão de cinema exclusiva para mamães (Crédito: Divulgação/Cinematerna)