De jeito torto, ‘Amor à Vida’ ensina a tirar a certidão de nascimento

Por FABIANA FUTEMA

De um jeito meio politicamente incorreto, a novela ‘Amor à Vida’ ensinou que é muito fácil tirar a certidão de nascimento de uma criança.

No capítulo de segunda-feira (14), o núcleo formado por Valdirene (Tatá Werneck), Márcia (Elizabeth Savalla) e Carlito (Anderson Rizzi) discutiu sobre o registro de Marijeyne _filha de Valdirene com Carlito.

Márcia, avó da menina na trama, dizia que a certidão de nascimento que Carlito registrou não tinha validade porque ele não tinha um documento original da mãe da criança. Mas ele tinha o RG de Valdirene, o que jogou por terra o plano de Márcia de fazer que a neta fosse registrada por um milionário.

É super fácil tirar a certidão de nascimento. Basta levar os documentos de identificação dos pais e a DNV (declaração de nascido vivo), expedida pela maternidade, para o cartório. O registro é gratuito.

Em algumas maternidades há o serviço de plantonista de cartório, o que facilita ainda mais o registro de nascimento da criança. Se a criança sair da maternidade sem registro, a certidão deve ser tirado no cartório perto da casa dos responsáveis.

Antigamente, só o pai ou casal podia registrar a criança. Hoje, a mãe, mesmo solteira, pode fazer o registro sozinha.

Mesmo sendo obrigatório, ainda há muitas crianças sem certidão de nascimento. Para diminuir esse número, o governo faz de tempos em tempos campanhas de mobilização nacional.

A Secretaria de Direitos Humanos informa, com números do Censo de 2010, que 2,67% das crianças com até 5 anos não têm certidão de nascimento. No universo de crianças com até dez anos, eram 600 mil nessas condições. A certidão pode ser tirada a qualquer tempo, não só no nascimento da criança.

Em 'Amor à Vida', personagens discutem sobre certidão (Crédito: Reprodução/TV Globo)
Em ‘Amor à Vida’, personagens discutem sobre certidão (Crédito: Reprodução/TV Globo)