Peppas e Galinhas ‘sem licença’ arrastam multidões ao teatro, mas viram alvo de disputa judicial

Por FABIANA FUTEMA

Elas não têm licença para explorar o personagem infantil nos palcos teatrais. Mesmo sem autorização da marca, as peças teatrais infantis ‘Peppa Pig e o Porquinho Mau’ e ‘Dudinha e a Galinha Pintadinha’ arrastam multidões ao teatro.

Quem tem filho, afilhado ou sobrinho de até 5 anos já ouviu falar de um desses personagens. Peppa –uma porquinha cor de rosa- é uma animação exibida diariamente pelo canal Discovery Kids. Já a Galinha Pintadinha ficou conhecida pela série de clipes infantis de músicas de domínio público –como ‘Escravos de Jó’ e “Marcha Soldado’.

As duas peças já foram exibidas em mais de um teatro de São Paulo. E sempre com a casa lotada. A bilheteria do teatro Ruth Escobar, que estava exibindo a ‘Peppa’, informou na semana retrasada que não havia mais ingressos para a peça, pois estavam todos esgotados.

Apesar desse sucesso todo, as duas peças  estão na mira da Justiça.  A Bromélia Produções, que detém os direitos da marca Galinha Pintadinha, informou que a peça ‘Dudinha e a Galinha Pintadinha’ está proibida de ser apresentada.

O produtor da peça ‘Dudinha…’, Benedito Aparecido Maciel, disse ao Maternar que o personagem Galinha Pintadinha também é de domínio público. “Quem é mais velho se lembra da Galinha Pintadinha. Minha vó cantava a Galinha Pintadinha. E a primeira galinha azul [como e caracterizado o personagem de sucesso] foi a do caldo Maggi.”

Ele diz que sua peça tem qualidade, preço acessível e atende a crianças de todas as classes sociais. “Já fomos vistos por 350 mil pessoas, estamos há mais de um ano e meio em cartaz. Temos mais público que a Galinha deles [Bromélia], por isso querem nos tirar.”

Em nota, a Bromélia rebateu a declaração de que a Galinha era um personagem de domínio público e informou que Maciel “claramente aproveitou-se do sucesso nacional dos desenhos e da criação preexistente”.

Convidada por Maciel, fui assistir à “Dudinha e a Galinha” no dia 1º de Maio. Diferentemente do personagem da Bromélia, a galinha é branca. O motivo é explicado no palco: branco é a cor da paz. O Galo Carijó, marido da Galinha Pintadinha, se veste com as cores da Copa. Para se diferenciar da Galinha Pintadinha da Bromélia, ‘Dudinha’ traz brincadeiras de roda e canções folclóricas, como ‘Boi da Cara Preta’. Mas a peça também tem algumas músicas da ‘Galinha Pintadinha’, como ‘Pintinho Amarelinho’.

Peppa

Celso Rafael, vice-presidente-executivo da Exim Licensing Group informou que a peça ‘Peppa Pig e o Porquinho Mau’ não tem autorização para ser montada nos teatros. A Exim é responsável pelo licenciamento da marca Peppa Pig no Brasil.

Procurado pela reportagem, o produtor da peça, JC Rocco, informou que registrou ‘Peppa e o Porquinho Mau’ na Biblioteca Nacional. E que procurou o escritório de Londres para pedir autorização para adaptar o desenho para os palcos.

“Não é questão de ter autorização ou não. É uma livre adaptação, qual o problema?”, disse ele por telefone.

X