Filha de Gisele Bündchen nasceu empelicada; entenda o que é isso

Por Giovanna Balogh
A modelo com a filha Vivian  , que nasceu em casa (Foto: Reprodução/Instagram)
Gisele com a filha Vivian, que nasceu na banheira na casa da modelo (Foto: Reprodução/Instagram)

Que a modelo Gisele Bündchen é uma ativista do parto humanizado e que teve os dois filhos de parto natural, em casa, não é novidade.

No programa Mais Você, da Rede Globo, na manhã desta segunda-feira (25), a mãe de Benjamin, 4, e Vivian, 1, detalhou o nascimento da caçula, ocorrido em dezembro de 2012, e disse que ela nasceu empelicada. Mas, o que é isso?

O bebê empelicado é aquele que nasce com a bolsa íntegra, ou seja, ele nasce envolto pelo líquido amniótico dentro da bolsa que não estourou durante o trabalho de parto. A modelo contou que assim que pegou a filha, ela estava dormindo e que a bolsa estourou dentro da água da banheira.

Assim como Vivian, Benjamin também nasceu na água. Gisele  contou que optou por esse tipo de parto por ser  “menos traumático” para os bebês ao sair da barriga da mãe.

“Sempre foi o meu sonho ter o bebê na água. É uma coisa menos traumática, porque o bebê fica na água dentro de você. E nenhum dos meus filhos nasceu chorando. A Vivi nasceu dormindo, aliás, porque ela ainda estava dentro da bolsa. Estourou a bolsa na água e ela veio flutuando até mim”, contou a modelo para a apresentadora Ana Maria Braga.

Bem raro, o bebê empelicado nasce protegido pela bolsa, quentinho e longe de riscos de infecção.  Segundo parteiras, existe a crença que os bebês nascidos dessa forma terão muita sorte na vida.

Gisele contou ainda que o trabalho de parto do primeiro filho levou cerca de 11 horas enquanto o da filha foi apenas em 3h30. A modelo disse que experimentava lingerie quando sentiu as contrações mais fortes. “Fui tomar banho e chamei a parteira que chegou meia hora antes dela nascer”, comentou a modelo.

A modelo também comentou que o segundo parto foi mais rápido pois continuou com as atividades normais, como levar o filho à escola,  caminhar e praticar atividades físicas, como ioga. “Eu fazia tudo e já estava com 4 centímetros de dilatação. Foram 3 dias com essas colicazinhas”, comentou Gisele sobre as contrações.

Gisele disse que conseguiu lidar bem com as dores das contrações nos dois partos. “Não encarava como uma dor. Eu focava em pensar que estava cada vez mais perto deles nascerem. Imaginava o meu corpo abrindo e que a cada hora eles estavam mais perto”, conta a modelo.

X