Pasta com flúor pode, mamadeira noturna não! Saiba como prevenir a cárie infantil

Por FABIANA FUTEMA

Estudo divulgado nesta semana no Reino Unido apontou alta incidência de cáries em crianças de até 3 anos. No Brasil, segundo a Associação Brasileira de Odontopediatria, crianças de até 5 anos são as mais afetadas pelo problema.

O presidente da ABO, Paulo Cesar Rédua, diz que pais e cuidadores podem ajudar a combater a cárie infantil por meio de novos hábitos de alimentação e de higiene.

Uma situação muito comum é a de crianças que tomam mamadeira no meio da noite. O problema é que elas adormecem depois sem escovar os dentes. Nesse caso, a recomendação é a de acabar com essa mamada.

O odontopediatra também aconselha os pais a não acostumarem os filhos a mamarem para adormecer.

Aos pais que não conseguirem suspender essas mamadas, Rédua diz que eles não devem adoçar o leite.

Ele também condena a introdução de sucos artificiais nas mamadeiras. “Tem muita gente que coloca suco de caixinha na mamadeira, e ele é muito açucarado.”

HIGIENE

O especialista recomenda a escovação do dente da criança com creme com flúor ao menos três vezes ao dia: de manhã, após o almoço e antes de dormir.

Antigamente, alguns odontopediatras diziam que crianças de até 3 anos não podiam usar creme dental com flúor por não saberem cuspir e pelo risco de engolir a pasta.

Segundo Rédua, existe uma quantidade de pasta, que mesmo que a criança engula, não traz riscos à saúde. É equivalente a um grão de arroz cru _quantidade, de acordo com ele, recomendada por várias sociedades internacionais de odontopediatria.

“Foi a pasta com flúor que ajudou a reduzir a incidência de cáries na população. Crianças podem sim usá-la. Só que pasta não foi feita para ser comida. E crianças de até 3 anos precisam ser supervisionadas durante a escovação”, diz ele.

Além dos hábitos alimentares e de higiene, Rédua diz que os pais devem levar o filho ao dentista assim que surgir o primeiro dente.

X