Pais economizam até R$ 1.500 em feira de troca de livros didáticos

Por FABIANA FUTEMA
X

Mal acaba um ano e logo os pais já têm de se preocupar com a lista de material escolar da série seguinte. Os livros didáticos costumam representar a parte mais pesada das despesas com material escolar.

Para aliviar o bolso dos pais, algumas escolas passaram a organizar feiras de troca de livros.  Esse é o caso do colégio Visconde de Porto Seguro, que realizou feiras de trocas em suas três unidades na semana passada.

A empresária Sandra Regina Facci de Mello, mãe dos alunos Carolina, 10, e Gustavo, 14, participa há 5 anos das feiras de trocas de livros do colégio.

Pelos seus cálculos, ela conseguiu economizar o equivalente a R$ 700 em livros com as trocas realizadas na feira deste ano. Mas ela disse que já economizou cerca de R$ 1.500 quando seu filho estava indo para o 6º ano.

Além da poupança, Sandra diz que as trocas também ajudam a ensinar os filhos sobre a importância de conservar os livros. “Eles passam a valorizar mais. Os livros da minha são impecáveis.”

Para estimular a mais nova a manter o capricho com os livros, Sandra afirma que irá usar uma parte do que gastaria com livros novos para atender pequenos desejos de consumo, como um estojo mais legal ou uma lancheira mais incrementada.

Para a empresária, mais colégios deveriam adotar esse sistema de trocas. “Tenho parentes que lamentam o fato de a escola em que os filhos estudos não ter esse tipo de feira de trocas de livros.”

OUTRAS DICAS DE ECONOMIA

Antes de sair passando o cartão de crédito, verifique se é preciso mesmo comprar toda a lista de material escolar. É possível que você tenha em casa alguns itens que sobraram do ano anterior e ainda estão em condição de uso. Reaproveite.

Se você tiver outros filhos, confira se os materiais dos mais velhos não podem ser repassados aos mais novos.

Outra dica do Procon-SP é que os pais se reúnam e façam compras coletivas.