Não deixe criança comer ovo inteiro de Páscoa de uma só vez; leia dicas de pediatra

Por FABIANA FUTEMA
Quebre ovos em pedaços e dê um por dia à criança, diz pediatra (Imagem: Fotolia)
Quebre ovos em pedaços e dê um por dia à criança, diz pediatra (Imagem: Fotolia)

Se presentear o filho com ovos de chocolate parece inevitável, procure ao menos por opções mais saudáveis nesta Páscoa.

A escolha começa pelo tipo de chocolate. Entre o branco e ao leite, prefira esse último. Se o paladar da criança permitir, compre as versões amargo ou 70% cacau.

A dica é do pediatra e nutrólogo Mauro Fisberg, do Centro de Dificuldades Alimentares do Instituto Pensi (Pesquisa e Ensino em Saúde Infantil) do Hospital Infantil Sabará.

“Os chocolates ao leite possuem mais cacau e menor quantidade de gordura hidrogenada em comparação aos de chocolate branco, que por serem mais gordurosos são menos interessantes. Os amargos, menos calóricos, são sempre os mais indicados”, diz ele.

Segundo ele, os amargos ou 70% cacau têm maior quantidade de flavonóides _substâncias antioxidantes que auxiliam na redução do LDL, o chamado colesterol ruim.

E não se engane comprando chocolates diet achando que são mais saudáveis. Eles podem ser tão ou mais calóricos que os chocolates normais, só não têm açúcar. Esse tipo de chocolate é indicado a pessoas com restrição de açúcar na dieta, como diabéticos.

Fisberg orienta os pais a aproveitarem a Páscoa para ensinar autocontrole aos filhos. Apesar de ser um alimento nutritivo, o consumo excessivo de chocolate pode provocar problemas como dor de barriga, diarreia, mal-estar e vômitos, além de ser altamente calórico.

Uma das recomendações é não deixar que a criança coma o ovo inteiro de uma só vez. “Deixe ela abrir e brincar, tirar o papel, achar o brinquedo ou os bombons que estão dentro e, depois disso, pegue uma vasilha, com a ajuda do seu filho, quebre o ovo em vários pedacinhos, e combine que ele vai comer um pouco por dia”, afirma o pediatra.

Segundo ele, essa estratégia ajuda a criança a ter “autocontrole em relação à comida, principalmente com as guloseimas”.

MENOS OVOS

Filhos únicos, netos únicos, sobrinhos únicos costumam ganhar muitos ovos de Páscoa da família. Todos querem demonstrar seu afeto por meio do chocolate.

Se você pertence a esse tipo se família, Fisberg orienta a combinar com os parentes a troca de outros tipos de presentes, como livros e jogos educativos. “Essa alternativa é muito válida para crianças com excesso de peso, alterações das gorduras ou ainda obesas”, finaliza.