Exames identificam alterações na voz de criança, diz especialista

Por FABIANA FUTEMA

Algumas crianças podem ter a voz mais rouca que outras da sua idade. Mas isso não significa que ela tenha algum problema e precise de tratamento.

Para saber se há alguma alteração na voz do filho, os pais devem procurar um otorrinolaringologista.

“O exame inicial para avaliar as cordas vocais na busca de um diagnóstico preciso é a nasofibrolaringoscopia, um exame endoscópico simples, feito no consultório”, diz Alexandre Minoru Enoki, otorrinolaringologista do Hospital Paulista.

O médico diz que esse exame pode ser feito até em recém-nascidos _costuma ser solicitado quando o bebê tem choro rouco ou dificuldade na respiração.

Segundo ele, existem patologias que podem alterar a voz na criança. “Algumas alterações são congênitas e outras podem ser lesões fonotraumáticas (causadas pelo esforço vocal), como os nódulos vocais.”

Nesta quinta passada, dia 16 de abril, foi comemorado o Dia Mundial da Voz. Enoki diz que é preciso estar atento a qualquer alteração na voz. “É fundamental perceber os sinais de alerta das cordas vocais para prevenir algumas doenças, como o câncer de laringe.”

Entre as medidas sugeridas pelo otorrinolaringologista  para manter a saúde da voz estão ingerir bastante água, evitar a automedicação, fazer  repouso  da  voz  após  muito tempo  de  fala, além de manter  uma  postura  durante  uma  conversa.

A dica primordial, segundo ele, é a prevenção: ficar atento às variações da voz e buscar ajuda de um especialista o quanto antes, pois o diagnóstico precoce facilita o tratamento.