Curta um domingo no parque e desacelere a rotina do seu filho

Por FABIANA FUTEMA
X

Que tal desacelerar só um pouquinho a rotina do seu filho? Muitos pais, com as melhores das intenções, acabam sobrecarregando a agenda das crianças com inúmeras atividades.

Além das aulas regulares da escola, os filhos são matriculados em cursos de natação, futebol, balé, música, idiomas, reforço de matemática e o que mais aparecer pela frente. Sem contar as consultas semanais no ortodentista ou terapeuta.

E quando a criança chega em casa ainda tem de fazer a tarefa da escola. Quando é que ela vai conseguir ter um tempinho só para ela? Um período só para brincar, curtir a família ou simplesmente não fazer nada?

Pensando na necessidade de desaceleração da rotina infantil, Tatiana Weberman, da Respire Cultura, Juliana Borges, da Maria Farinha Filmes e o Instituto Alana criaram o SlowKids. A próxima edição do evento acontece neste domingo, dia 24 de maio, das 14h às 18h, no parque Burle Marx.

A proposta do SlowKids é desacelerar as crianças do universo tecnológico e incentivar brincadeiras ligadas à natureza e a criatividade ao lado dos pais e em contato com outras crianças.

Além das oficinas e atividades, haverá um pocket show com os músicos Paua Santisbteban e Eduardo Bologna e uma feira de troca de brinquedos. Para matar a fome, será instalada uma área com food bikes.

Veja abaixo as atividades programadas para a próxima edição do SlowKids:

– Brinca Yoga: atividade para o público infantil e para toda a família através das brincadeiras corporais e da música, as crianças aprendem as técnicas e os valores do yoga. Desenvolve a identidade, estimula a expressão corporal, as habilidades psicomotoras e a concentração das crianças.

– Cara de Quintal: estimula a criação de espaços que dialogam com a natureza, com elementos como módulos de caixa de papelão e fitas que ajudam as crianças a desenvolverem a noção espacial, por meio da construção coletiva de cenários, túneis e outros ambientes. Auxiliam nesse processo performances musicais, jogos e interações conduzidas pela equipe do evento.

 – Da Horta, Afeto e Cultivo: plantar, cuidar, regar, colher, cozinhar, tomar um pouco de vida faz bem. Porque aqueles temperos, suculentas e ervas não precisam mais ficar no fundo da cozinha. Além de enfeitar e perfurmar a casa, acreditamos que dar um presente que cresce e se transforma com cuidado é simbólico e delicado.

– Caracóis Urbanos: a arquitetura nasce do instinto de criar espaços de abrigo, seja em resposta a um ambiente hostil, ou simplesmente para sentir-se calmo e protegido. Aproximando-se da arquitetura a partir da experiência de construção para criar espaços para uso e assim enfrentar o problema do processo de projeto arquitetônico.

– ErêLab: arte para interagir, brincar, crescer. Brincar é a melhor forma de crescer. ErêLab é uma empresa de criação e desenvolvimento de objetos de brincar, interagir e participar. Brinquedos com brasilidade que participam do urbanismo contemporâneo através de interações no cotidiano. A ErêLab resgata o tempo e o lugar de brincar nas casas, quintais, praças e espaços públicos das cidades, recuperando o tempo de cidadania.

– Troca de brinquedos: as crianças precisam aprender brincando, respeitando seu próprio tempo. Respeito e desapego são princípios dessa oficina livre, orgânica e despretensiosa. Trocar é mais gostoso que comprar.

– Lixo não existe (Infinito Circular): uma equipe formada por especialistas em gestão de resíduos recicláveis, reaproveitamento de materiais, educação ambiental, coleta seletiva e arte de sucata conquista as crianças através da criatividade, do carisma e da maneira surpreendente de agir com as novas formas abstraídas do chamado lixo.

– Rodas de leitura: leitura sob as árvores com o Coletivo Rodas de Leitura, que propõe uma ação cultural ocupando, de maneira criativa, o espaço público por meio da mediação de leitura, despertando o prazer pelo ato de ler em ambientes não convencionais.

– Passeios pela natureza: o Projeto Ser Criança é Natural do Instituto Romã propõe a humanização da natureza através da criança. É uma conexão entre criança e natureza, colocando-os juntos, para brincar, explorar e se descobrir.

– Vila para Pequenos: a principal ideia por trás da conceitual Mini Banca de Frutas é atrair as crianças pela curiosidade para que usem seus sentidos para uma nova experiência, incentivando de uma maneira lúdica o desenvolvimento de hábitos alimentares saudáveis.
As atividades são gratuitas. O parque fica na avenida Dona Helena Pereira de Moraes, 200,  Vila Andrade.