Personal shoppers contam o que vale a pena comprar de enxoval nos EUA; veja

Por FABIANA FUTEMA
Clientes de Talu lotam carro após compra (Foto: Divulgação)
Clientes de Talu lotam carro após compra (Foto: Divulgação)

As personal shoppers Priscila Goldenberg, da Enxoval para Bebês em Miami, e Taluana Adjuto, da Mamãe em Miami, orientam grávidas brasileiras a montarem enxovais para recém-nascidos nos Estados Unidos. Além de Miami, elas também atendem em Orlando, Las Vegas e Nova York.

Taluana faz um pré-atendimento por whatsapp e Priscila estendeu seus serviços de persona shopper para Paris.

A pedido do Maternar, as duas fizeram listas de itens que compensam comprar para o enxoval do bebê nos EUA. E também daqueles que pode ficar de fora. Veja abaixo:

LISTA DO QUE VALE A PENA DA TALU

– Carrinho de bebê;

– Bebê conforto;

– Babá eletrônica com acesso via smartphone;

– Bomba de tirar leite;

– Roupas;

-Chupetas e mamadeiras;

O QUE NÃO COMPENSA, SEGUNDO A TALU

– Não compensa comprar a cadeirinha Bloom Fresco de alimentação, super moderna e com design bacana, mas custa US$ 550 dólares e R$ 2.000 no Brasil, onde dá para pagar parcelado.Além disso o volume não compensa

– Toalhas mais encorpadas não saem por menos de US$ 20 cada.

– O mordedor Sophie, uma girafa francesa, custa quase US$ 30 dólares, mas tem mordedores vibratórios ou com massageador por US$ 5 dólares

-Comigo, devido à minha orientação, em vez de gastarem US$ 45 em um tubo de creme antiestria da Mustela, levam o creme Cetaphil, que é incrível e custa US$ 12, e no Brasil sai por R$ 150, além de ser super recomendado por dermatologistas.

*

LISTA DE COMPRAS DA PRISCILA GOLDENBERG

– Carrinho de bebe e seus acessórios;

– Bebê-conforto ou cadeirinha fixa para automóvel;

– Babá-eletrônica,

– Móbile para berço,

– Bomba para tirar-leite;

– Cremes e acessórios preparatórios para amamentação;

– Processador de papinha;

-Todos os produtos plásticos, principalmente os relacionados a refeições (mamadeiras, copinhos, pratinhos, potes, colheres);

– Roupinhas, acessórios e sapatinhos;

– Produtos de higiene, saúde e segurança de marcas que não vendem no Brasil ou o preço ainda compensa;

– Alguns brinquedos, como o tapete de atividades em que a diferença de preço é bem grande.

O QUE PODE FICAR FORA, SEGUNDO A PRISCILA

-Roupinhas para saída de maternidade, mala da maternidade, e lembrancinhas, pois nos EUA não são usuais como no Brasil e dificilmente encontramos as roupas de linha com casaquinhos bordados e malas e lembrancinhas customizadas;

– Kit-berço e grandes acessórios de decoração, como abajur e painéis, pois no Brasil também pode-se fazer customizado e na minha opinião o artesanato brasileiro para estes itens são mais bonitos e com melhor preço;

– Móveis, devido ao tamanho e peso

-Fraldas descartáveis e lenços umedecidos, pois além da quantidade, é preciso saber a qual modelo e marca que o bebe se adaptará;

– Banheira grande com trocador e pés.

 

Priscila diz que saída de maternidade e lembrancinha é melhor comprar no Brasil (Foto: Divulgação)
Priscila diz que saída de maternidade e lembrancinha é melhor comprar no Brasil (Foto: Divulgação)