Bebês prematuros precisam seguir calendário especial de vacinação, diz entidade

Por FABIANA FUTEMA
Prematuros ganham calendário de vacinação (Foto: Schutterstock)
Prematuros ganham calendário de vacinação (Foto: Schutterstock)

Pais de bebês prematuros _nascidos antes das 35 semanas de gestação_ precisam seguir um calendário especial de vacinação, recomenda a Sbim (Sociedade Brasileira de Imunizações). No Brasil, nascem 931 bebês prematuros por dia, segundo dados do Sistema de Informações de Nascidos Vivos, do SUS e Ministério da Saúde.

O vice-presidente da entidade, Renato Kfouri, diz que os prematuros apresentam mais risco de ter problemas respiratórios e por isso a entidade criou um calendário específico de vacinação para eles.

Entre as vacinas desse calendário está a que imuniza contra o VSR (Vírus Sincicial Respiratório), principal causador de problemas respiratórios em prematuros e crianças de risco, como os cardiopatas.

“No caso dos bebês prematuros, a imunização previne infecções graves, muitas vezes responsáveis por hospitalizações e mortes nesses bebês mais vulneráveis”, diz Kfouri.

Segundo ele, quase todas as vacinas dos calendários recomendados pela Sbim são cobertas pelo sistema público de saúde, incluindo a imunização contra o VSR.

E quando essa vacina deve ser dada no prematuro? Depende da região em que ele vive. É que a imunização deve ser feita durante a época de circulação do vírus.  Na região Norte, isso ocorre de janeiro a junho. No Sul, de março a agosto. E no Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste, de fevereiro a julho.

OUTRAS VACINAS DO CALENDÁRIO

Além do VSR, a SBIM incluiu no calendário de vacinação dos prematuros vacinas contra o pneumococo, a gripe e a coqueluche.