Contran adia para fevereiro de 2017 uso de cadeirinha em van escolar

Por FABIANA FUTEMA
Exigência entra em vigor só em fevereiro de 2017 (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)
Exigência de cadeirinha entra em vigor só em fevereiro de 2017 (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)

O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) adiou para 1º de fevereiro de 2017 o início da obrigatoriedade do uso de cadeirinhas e assentos em vans escolares. A exigência entraria em vigor em 1º de fevereiro de 2016.

O adiamento atende a pedidos de representantes dos motoristas de transporte escolar, que alegam falta de condições para implementar essa medida.

Entre os empecilhos está o fato de os veículos saírem de fábrica com cinto de dois pontos, e não de três.

“Seria preciso dar um prazo para o setor poder comprar novos veículos que já saíssem de fábrica com esse cinto de três pontos”, diz Hélio Neves, presidente da Artesul.

Outra queixa é que as vans transportam crianças de diferentes faixas etárias em turnos diferentes. Daí que os motoristas alegam não ter onde guardar as cadeirinhas usadas pelas crianças menores quando transportam grupos de outras idades.

As entidades de defesa do consumidor desaprovam o adiamento. “A forma mais segura de transportar crianças é na cadeirinha, pois ela é projetada de acordo com o seu tamanho e para retê-la no veículo, distribuir a força da colisão de forma igual pelo corpo e proteger partes frágeis do corpo, como cabeça, pescoço e coluna”, diz Gabriela Guida de Freitas, coordenadora nacional da ONG Criança Segura.