Livros prometem ajudar pais a fazer os filhos a dormir mais rapidamente

Por FABIANA FUTEMA

coelhoAcaba de chegar ao mercado brasileiro dois livros que prometem ensinar aos pais como ajudar a adormecer os filhos. Sim, eles crescem e continuam dando trabalho para ir para a cama.

O best-seller “O Coelhinho Que Queria Dormir” (Companhia das Letrinhas) e “A Caminhada” (Coquetel) dão dicas de como contar uma historinha na hora de colocar os pequenos na cama.

Os dois livros orientam os adultos a inserirem o nome da criança na história, além de bocejarem em determinados trechos. O objetivo dos bocejos é despertar o sono da criança. Para acalmá-las, os adultos devem ler de forma calma certas palavras, como “ficava deitada”. Já outras, como ‘dormir já’, devem ser enfatizadas na leitura.

“Este livro foi elaborado a partir de técnicas de relaxamento que podem ajudar as crianças a adormecer mais facilmente”, diz o autor de “O Coelhinho”, o terapeuta sueco Carl-Johan Forssén Ehrlin na apresentação.

O americano Grant Maxwell, autor de “A Caminhada”, diz que teve a ideia do livro noite após noite tentando ajudar o filho Mason a dormir. “Como muitas crianças pequenas, ele era bem ativo, o que tornava um grande desafio conseguir fazê-lo para de se esquivar do sono e de fazer perguntas.”

Esses livros não são para pais de bebês. O meu filho, que já tem 3 anos é uma dessas crianças ativas e que não quer ir para a cama de jeito nenhum. E quando vai acorda com muita facilidade. Vou testar a técnica com ele. Se der certo, contarei aqui depois.

coquetel-livro-a-caminhada (1)