Consumo moderado de café na gestação não afeta bebê, diz estudo

Por FABIANA FUTEMA
Grávidas podem beber de uma a duas xícaras de café por dia (Foto: Stan Honda/AFP)
Grávidas podem beber de uma a duas xícaras de café por dia (Foto: Stan Honda/AFP)

O consumo moderado de café na gestação não afeta o QI ou comportamento futuro da criança. Essa é a conclusão de estudo conduzido por pesquisadores do hospital Nationwide Children’s, em Ohio, nos Estados Unidos, e publicado no periódico científico “American Journal of Epidemiology”.

O trabalho entende como dose moderada uma quantidade equivalente a uma ou duas xícaras diárias.

O estudo analisou a presença de um marcador da cafeína, chamado de paraxantina, no sangue de 2.197 mulheres, em duas diferentes fases da gravidez, entre 1959 e 1974.

Depois, os pesquisadores compararam esses resultados com o QI e avaliação comportamental de crianças entre 4 e 7 anos de idade.

“Não encontramos evidência de uma associação negativa do consumo de cafeína na gravidez com a cognição ou comportamento [nessas idades] da criança”, diz Mark Klebanoff, um dos coautores do estudo.

Os pesquisadores lembram que ainda são inconclusivos os dados da pesquisa sobre o impacto de doses maiores de café sobre a cognição e comportamento das crianças.

Vale reforçar que o consumo de álcool continua vetado na gravidez.