Manuela D’Ávila anuncia que não disputará Prefeitura de Porto Alegre para ficar perto da filha

Por FABIANA FUTEMA
Manuela leva a filha Laura para o plenário (Crédito: Instagram/Leis de Laura)
Manuela leva a filha Laura para o plenário (Crédito: Instagram/Leis de Laura)

A deputada estadual Manuela D’Ávila (PC do B) anunciou nas redes sociais que não disputará a Prefeitura de Porto Alegre nas eleições municipais deste ano. Ela liderava as intenções de voto, segundo pesquisa realizada em dezembro pelo instituto Paraná Pesquisas.

Ela diz que não quer expor a filha ao jogo da campanha, que torna o candidato favorito alvo de ataques. “[…] Além disso, sei o quanto uma campanha é tensa, desgastante, e sei que, infelizmente, no momento da campanha eleitoral, quem está na frente se torna o alvo de ataques que, não raramente, transcendem o limite da ética. […] Não vou expô-la a esse ambiente, que tanto tentamos mudar, num momento tão crucial de sua vida.”

Manuela também cita a necessidade de estar presente nessa etapa do desenvolvimento da filha. “Minha filha Laura tem apenas cinco meses. Sei o quanto ela precisa de mim em seus primeiros mil dias, fundamentais para o desenvolvimento. Não adiantaria lutar pelo desenvolvimento de nossos bebês e não fazer valer a minha luta para minha própria filha!”, escreveu.

Em segundo lugar, de acordo com essa pesquisa de dezembro, aparecia a ex-deputada Luciana Genro (PSOL).

Manuela já publicou fotos em seus perfis que mostram que ela leva a filha para trabalhar no plenário da Assembleia gaúcha.

No post desta quarta, ela diz que tomou a decisão certa em 2013 de não concorrer à reeleição de deputada federal para disputar Assembleia Legislativa. “Ser deputada estadual tem sido fascinante! há algo diferente e novo acontecendo, as formas de participação social foram transformadas e, ainda mais do que antes, a população exige novas formas de representação.”