Produzida no interior de SP, nova fralda da Pampers será exportada para América do Sul

Por FABIANA FUTEMA
Pai troca fralda de bebê (Foto: Marcelo Camargo/Folhapress)
Trocar fralda não dá direito a adicional de insalubridade (Foto: Marcelo Camargo/Folhapress)

A Pampers anunciou nesta quarta-feira a chegada ao mercado brasileiro de uma nova geração de fraldas. Além do Brasil, a nova Premium Care foi lançada simultaneamente em mais três países:  Estados Unidos, Rússia e China .

Segundo a empresa, a tecnologia empregada no novo modelo foi desenvolvida após quatro anos de pesquisas com bebês de sete países. O resultado é uma fralda que deixa o bebê mais sequinho, pois absorve melhor o xixi.

No Brasil, a fralda é produzida na fábrica de Louveira (SP), que foi ampliada e recebeu investimentos para contratar e qualificar funcionários. Além de atender ao mercado brasileiro, o novo modelo também será exportado para Argentina e Chile. A expectativa é que isso aconteça a partir de julho.

A empresa possui linhas de produção desse modelo de fralda somente em mais dois países: Alemanha e Estados Unidos.

A ampliação da fábrica de Louveira está no mesmo pacote de investimento de R$ 1 bilhão da Procter & Gamble, que no ano passado inaugurou uma fábrica em Seropédica (RJ), aumentou a produção em Manaus (AM) e abriu novos escritórios no Recife e São Paulo.

Para Laura Vicentini, diretora de marketing da Pampers, o consumidor vai reconhecer o valor da nova fralda depois de conhecer o produto.

“O bebê mais sequinho vai dormir melhor, acordar menos. Isso é bom para o bebê, que se desenvolve melhor, e para toda a família”, afirma ela.

A fralda pertence à categoria premium, mais cara que outros modelos. “O consumidor sabe que o barato sai caro”, diz Laura.

TECNOLOGIA E TESTE

Batizada de ‘extra sec pods’, a tecnologia da Pampers Premium Care utiliza três canais absorventes no centro da fralda, que distribuem o xixi para câmeras internas.

A nova fralda é feita com um gel impresso finíssimo, capaz de absorver 27 vezes seu peso líquido. Nas demais fraldas, o gel é colado. “Esse gel salta uma geração. As fraldas atuais utilizam a geração 5, esse é da geração 7”, diz Letícia Figueiredo, engenheira de produção da Pampers.

Para demonstrar a nova tecnologia, a Pampers reuniu jornalistas e blogueiras e fez um teste comparativo entre a nova Premium Care e uma fralda da concorrência.