Com troca de serviços, mãe banca festa de aniversário da filha sem gastar nada

Por FABIANA FUTEMA

 

Rachel (à dir.) com o marido e a filha (Foto: Mille Brito Fotografia de Família)
Rachel (à dir.) com o marido Amilton e a filha (Foto: Mille Brito Fotografia de Família)

Em tempos de crise, os pais estão pensando duas vezes antes de dar uma festa de aniversário para o filho. Dependendo do número de convidados, uma comemoração no salão do prédio pode passar fácil de R$ 5.000. Se for em um buffet infantil, o preço chega a dobrar.

Mas alguns pais estão encontrando formas criativas para comemorar a data sem gastar muito. Esse é o caso da produtora Rachel Coelho, que fez a festa de 5 anos da filha Bia sem gastar praticamente nada.

Seu único gasto foi com o aluguel de mesas e cadeiras, que custou R$ 25.

Mas todos os outros produtos, serviços e alimentos da festa para 80 pessoas saíram de graça para ela.

Para conseguir que esses prestadores colaborassem com a festa da filha, Rachel fez permutas. Ela retribuiu com seu trabalho de criação de identidade visual de empresas e de sites corporativos.

Para cuidar das brincadeiras havia uma empresa de recreação e outra que fez uma serestinha infantil.

Enquanto uma empresa cuidou da decoração personalizada, outra fez as lembrancinhas, além de uma terceira, responsável pela papelaria.

O bolo e docinhos ela conseguiu com outro prestador de serviço. Com tantos produtos e serviços, Rachel diz que a festa da Bia, se tivesse de ser paga, custaria cerca de R$ 10 mil.

“As empreendedoras envolvidas na festa da Bia viraram verdadeiras parceiras. Todas estamos reunidas em grupos de mães empreendedoras”, afirma Rachel.

A parceria de Rachel com várias dessas empreendedoras começou cerca de um ano antes, quando ela passou a realizar festas no salão de seu prédio. As prestadoras entravam com seus produtos e serviços. Em troca, elas eram apresentadas a potenciais clientes, que ficavam conhecendo o trabalho de cada uma delas. Para participar,  os convidados levavam brinquedos novos, que eram doados para abrigos que cuidam de crianças.

Um dos grupos dos quais Rachel participa, o Moms’ Office, deve realizar sua primeira feira de trocas agora em maio. Elas também planejam realizar uma feira para que as participantes exponham e comercializem seus produtos.

“O evento tem como objetivo promover a troca de itens e a permuta de serviços em diversos segmentos. Promove a sustentabilidade, com o reaproveitamento de peças, a economia alternativa com o sistema de permutas, além de fortalecer a rede de mães empreendedoras”, afirma Rachel.

X