Saiba por que o bebê faz mais xixi no frio e como as mães tentam evitar ‘vazamentos’

Por FABIANA FUTEMA
Pais trocam fralda de pano (Foto: Marcelo Camargo/Folhapress)
Pais trocam fralda de pano (Foto: Marcelo Camargo/Folhapress)

Seu bebê passou a acordar molhado nos últimos dias? A fralda não conseguiu segurar o volume do xixi noturno? A culpa pode ser do frio.

O pediatra Hany Simon diz que é normal que os bebês façam mais xixi nos dias frios. “Isso acontece porque eles continuam tomando a mesma quantidade de líquidos, mas suam menos. Vão perder líquido de alguma forma e acabam  urinando um pouco mais”, afirma ele.

Mas não é por isso que você vai reduzir o volume de líquidos que ele toma à noite. “Privar o bebê de líquidos é complicado. Apenas em casos em que a criança está iniciando o treinamento para o desfralde. Mas se for bebê, o melhor é a mãe procurar um produto que dê conta”, diz Simon. “Não tem como dar menos líquido, parar de dar água.”

Segundo ele, algumas mães preferem iniciar o desfralde em períodos mais quentes do ano. “O período para desfraldar depende de cada criança. Talvez seja mais difícil nessa época. Mas as crianças estão preparadas [para o desfralde] em períodos diferentes do ano.”

Um grupo de mães discutiu nesta semana em um grupo fechado do Facebook as mudanças feitas pela Pampers na nova Premium Care. Várias delas disseram que o novo modelo, em que a fralda é branca, não segura o xixi como a versão anterior _da fralda roxa.

No tópico, outras mães contaram o que fazem para evitar o vazamento noturno de xixi. Algumas disseram que usam um tamanho maior de fralda. Outras afirmaram que usam duas fraldas ao mesmo tempo. Também há aquelas que trocaram de marca.

Um pai escreveu para a empresa contando que o xixi da filha passou a vazar depois da troca de modelo da Premium Care. Na resposta, a Pampers recomenda que o pai passe a trocar a fralda da filha mais vezes _ela usa por cerca de nove horas.

“Se for para trocar de hora em hora, como eles sugerem, vou voltar a usar de pano”, afirma o pai.

Procurada pelo Maternar, a Pampers respondeu que  “o  levantamento junto ao SAC e a outros canais de relacionamento com consumidores apontaram que os picos de reclamações estão dentro da normalidade”.

Segundo ela, “todos os feedbacks recebidos são compartilhados com o um time formado por gerentes da fábrica e a área de pesquisa e desenvolvimento da marca”.

“Orientamos às consumidoras que procurem nosso SAC para registrar suas dúvidas ou queixas, contribuindo para o entendimento dos casos em andamento, assim como para a realização da troca das fraldas que serão encaminhadas para análise”, informa a companhia.