Empresas lançam produtos para combate doméstico do Aedes aegypti

Por FABIANA FUTEMA
Larva do Aedes (foto: Paulo Whitaker/Reuters)
Larva do Aedes (foto: Paulo Whitaker/Reuters)

De olho no avanço da dengue, zika e chikungunya, algumas empresas criaram produtos de uso doméstico para combater a infestação do mosquito Aedes Aegypti. Esse é o caso do Grupo FK Biotecnologia, que lançou o primeiro larvicida biológico para uso doméstico.

Segundo Ana Letícia, da FK Biotecnologia, a vantagem do larvicida doméstico é que o consumidor deixa de depender do poder pública para matar as larvas do mosquito.

“Antes, somente Estados e municípios tinham acesso a produtos com esse componente. Então, se o poder público não fizesse o controle, o consumidor ficava de mãos atadas. Agora, já é possível fazer esse controle individualmente”, afirma ela.

Segundo a empresa, o larvicida Biotech mata a larva em até 24 horas, evitando que se torne um mosquito transmissor de doenças.

E como aplicá-lo? Ele deve ser borrifado semanalmente nos criadouros, lugares com água parada e áreas de possível acúmulo de água, como ralos, plantas e jardins.

Ana Letícia diz que há estudos indicando que o mosquito que pica uma pessoa está na casa dela ou do vizinho. “O raio de voo do mosquito não é muito longo. Por isso é importante que a prevenção comece em casa.”

O larvicida da FK Biotecnologia é o único aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Veja: Infográfico explica as doenças causadas pelo vetor

Outros produtos que prometem combater o mosquito da dengue podem ser encontrados em sites de venda na internet. É preciso verificar se o produto tem autorização para ser comercializado.

Como não existe ainda uma vacina para evitar a contaminação, a melhor forme de prevenção é a eliminação do mosquito. Não custa repetir que é preciso evitar que garrafas, sacos plásticos, copos, potes e  pneus fiquem expostos à chuva.  Recipientes que acumulam água, como caixas d’água e piscinas, devem ficar tampados.