Mães trocam fraldas descartáveis pelas de pano; veja motivos

Por FABIANA FUTEMA
Raul, 6 meses, filho de Camila
Raul, 6 meses, filho de Camila

Como você imagina uma fralda de pano? Errou se pensou em um pano quadrado fininho que precisa ser dobrado em forma triangular para vestir o bebê. As chamadas fraldas de pano modernas se parecem com as calças plásticas de antigamente, mas são feitas de tecido.

Diferentemente das versões antigas, as modernas não precisam de alfinetes ou fitas adesivas para serem fechadas. A maioria vem com botões ou velcro.

Outra diferença é que precisa colocar um paninho _como a fralda tradicional_ ou uma espécie de algodão absorvente na parte interna das fraldas modernas, que vai ajudar a segurar o xixi e evitar vazamentos.

Michely Miguelote, dona da Chiquita Bakana, fabricante de fraldas de pano modernas, diz que as descartáves levam até 450 anos para se decompor.  “Elas não podem ser incineradas e precisam ser enterradas. Muitas vezes, pela condição do local, isso nem acontece e elas são jogadas às margens de rodovias, rios, expostas em lixões, o que acaba gerando contaminação do solo.”

Mas não é só a consciência ambiental que motiva mães a trocarem a fralda descartável pela de pano. A empreendedora materna Tatiane Toledo, 32, mãe da Alice, 3 anos, e Pedro, 5 meses, diz que já pensava na fralda de pano na primeira gravidez.

“Mas a insegurança não deixou [com a primeira filha]. Depois que Pedro nasceu, eu já me pegava pensando nisso. Aconteceu de meu filho ter suspeita de alergia ao leite de vaca. Ele fica com assadura persistente e as fraldas de pano têm ajudado muito neste sentido, pois o tecido é natural e não agride a pele, diz Tatiane.

Também pesou em sua decisão o fato de uma amiga mostrar que não era um bicho de sete cabeças usar fralda de pano e ela ainda economizaria. Com fraldas descartáveis, Tatiane gasta cerca de R$ 200 por mês.

O valor da economia depende do tipo de fralda descartável que a criança usaria, da quantidade de trocas que ela faz e do desfralde. Em média, segundo Michely, da Chiquita Bakana, a economia chega a R$ 3.000 em três anos.

Mas começar a usar fralda de pano não é baratinho. Para montar um com 25 fraldas de pano mais acessórios, a família vai gastar cerca de R$ 2.000. As novas fraldas de pano costumam ser de tamanho único, mas ajustáveis com botões e elásticos nas pernas. Entre os acessórios utilizados estão saquinhos impermeáveis para a mãe guardar a fralda suja quando a troca é feita fora de casa.

Por enquanto, Tatiane e o filho ainda estão testando a fralda de pano _ela usava antes as descartáveis.

Já a engenheira florestal Camila Vital Abreu Fontes, 30, mãe do Raul, de 6 meses, nunca colocou fralda descartável no filho. A questão ambiental pesou muito na escolha dela.

“Sempre me preocupou a grande utilização de produtos descartáveis. Em relação às fraldas, além da quantidade de lixo produzido, havia a preocupação com enorme quantidade de produtos químicos que ficam em contato constante com a pele tão sensível da criança”, diz Camila.

Camila também diz que usar fralda de pano é mais barato no longo prazo. “O investimento na compra das fraldas de pano é único, já que elas podem ser aproveitadas com outros filhos, doadas ou até revendidas em grupos da internet. Além disso, não é necessário o uso de pomadas para assaduras.”

Segundo ela, a escolha da fralda de pano também envolve questões sociais, como incentivo ao empreendedorismo materno. “No Brasil, as fraldas são quase todas produzidas e comercializadas por mães empreendedoras.”

A engenheira diz que usa a fralda de pano inclusive quando sai de casa. E que o tempo da troca é igual ao da descartável. “Troco a cada três horas, mas sempre fiscalizo. E o meu filho também logo reclama quando a fralda está muito cheia. A fralda suja eu guardo dentro de um saco impermeável.”

Segundo ela, o uso da fralda de pano fez com que conhecesse melhor o ritmo de xixi do filho. “De manhã, meu bebê faz mais xixi, aí as trocas são mais frequentes. Mas em média a troca é feita a cada 3 horas, tanto em casa quanto na rua. Na hora de dormir reforço o absorvente. Por aqui nunca teve vazamento e nem necessidade de troca no meio da noite.”

LAVAGEM

As duas mães acima dizem que colocam as fraldas de xixi de molho em balde e depois lavam. Não é preciso passar.

“Eu armazeno as fraldas com xixi em um balde e a cada dois dias lavo tudo na máquina de lavar com muito pouco sabão”, afirma Camila.

Para as fraldas com cocô é preciso jogar fora a sujeira e tirar o excesso da fralda com água.

“Deixo separadas de molho em outro balde, mas na hora de lavar coloco junto com as outras. Uma vez por mês eu adiciono um pouco de vinagre na lavagem”, diz Camila. “A diferença é que ao invés de tirar a fralda descartável e jogar na lixeira, você vai pôr em um balde. No lugar de jogar o lixo fora, você vai pôr na máquina pra lavar e ao invés de ir à farmácia comprar mais um pacote você vai retirar da corda, pôr os absorventes dentro e guardar.”

Michely, criadora da Chiquita Bakanaa, de fralda de pano (Divulgação)
Michely, criadora da Chiquita Bakanaa, de fralda de pano (Divulgação)