A história por trás da foto da mãe que deixou o bebê no chão do aeroporto

Por FABIANA FUTEMA
Molly e a bebê (Reprodução/Twitter)
Molly e a bebê (Reprodução/Twitter)

Desde a semana passada a foto de uma mãe que deixou um bebê no chão de um aeroporto nos EUA revoltou a internet. Publicada por um usuário do Twitter, a foto trazia a seguinte legenda-julgamento: “Quem deixa o bebê no chão desse jeito?”.

Compartilhada em várias redes sociais, a foto mostrava a mãe usando o celular enquanto a criança aparecia deitada sobre uma fralda bem abaixo dos seus pés.

O que mais irritou os internautas foi o fato de a mãe usar o celular, dando a entender que ela se entretinha com o aparelho em vez de cuidar da criança.

Logo, a mãe foi julgada e condenada pelo tribunal da internet. Mesmo sem saber o nome da mulher ou o contexto em que a foto havia sido tirada, milhares de pessoas, de todas as partes do mundo, se sentiram no direito de considerá-la uma péssima mãe.

Segundo reportagem do site myAJC, a mulher da foto se chama Molly Lensing e viajava sozinha com a filha de dois meses. Ela voltava para casa, em Atlanta,  depois de visitar o irmão no Colorado.

Só que o voo de volta deu problema desde o início. Marcado para segunda-feira, o voo foi adiado para terça. No dia seguinte, como o voo havia atrasado mais de seis horas, ela perdeu a conexão para Atlanta. Molly esperou então até a meia-noite por um outro voo, que também foi cancelado. Ela ficou até as 4h30 tentando resolver sua situação com a companhia aérea pelo telefone. Molly foi informada que não havia mais vouchers para passar a noite em um hotel e por isso dormiu no chão do aeroporto com a bebê.

Na quarta, ela foi fotografada logo depois de dar uma entrevista enquanto trocava a fralda da filha. “Ainda bem que eu trouxe muitas fraldas”, disse ela na entrevista.

Mas os problemas com a companhia aérea continuaram. O voo foi remarcado para quinta e por isso Molly decidiu tentar uma carona com seus pais. A foto que viralizou nas redes sociais foi tirada logo após ela acordar, quando  trocava mensagens sobre sua situação com os pais

Não era apenas a bebê que dormiu no chão. A mãe também. Será que ela mereceu todos os xingamentos que recebeu? Por que a pessoa que tirou a foto não perguntou a Molly se ela precisava de ajuda em vez de expor em seu Twitter uma mãe que ela não conhecia?

Quem já viajou sozinho com criança sabe o perrengue que é. A gente sente vontade de ir ao banheiro e não tem ninguém para ficar com eles. O jeito é levá-los juntos. Mas como fazemos lá dentro da cabine? Malabarismo, mágica, coisas do tipo. Ou confiamos no estranho do banco ao lado e pedimos uma ajuda? O que é menos pior? E quando bate a fome? Temos que equilibrar criança, carteira e bandeja ao mesmo tempo.

Que tal julgar menos e ter mais empatia? Vamos partir do pressuposto que os pais estão fazendo o seu melhor, mesmo que isso não lhe pareça o melhor.

moly