YouTube Kids amplia mecanismos de controle de conteúdo para as crianças

Por FABIANA FUTEMA
Bloqueie os conteúdos que você não deseja que seu filho assista (Divulgação)
Bloqueie os conteúdos que você não deseja que seu filho assista (Divulgação)

Você sabe que o seu filho está assistindo na internet? Analisou a qualidade dos vídeos do YouTube que que ele vê? Lançado há dois anos, o app YouTube Kids anunciou novos mecanismos de controle do conteúdo consumido pelas crianças.

Se o pai não quiser que os filhos assistam vídeos que ensinam a fazer melecas, por exemplo, basta bloquear os vídeos e canais. É só excluí-los fazendo login no aplicativo. Para fazer o login, o app pedirá sua conta de e-mail.

Com isso, todos os vídeos e canais bloqueados serão os mesmos em todos os dispositivos que seus filhos usam. Se mais tarde você quiser liberar o conteúdo, basta desbloquear.

O app ganhou novas funcionalidades, como o timer, que limita o tempo de acesso da criança. Ele avisa que o tempo dela acabou e encerra a atividade.

Outra possibilidade que pode agradar aos adultos é a opção de desativar a música de fundo e os efeitos sonoros de clique e navegação.

A melhor forma de controlar o conteúdo é assistindo junto com o filho. Um vídeo leva a outro. Embora a qualidade do primeiro seja ok, o segundo ou terceiro podem ser impróprios para crianças.

O YouTube Kids diz que busca “oferecer conteúdos adequados para as famílias, mas nenhum sistema é perfeito”. “Se você encontrar qualquer vídeo que considere inadequado, pedimos que o denuncie.”

A SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria) diz que os pais precisam ficar atentos à classificação indicativa de games, filmes e vídeos para que estejam “de acordo com a idade e compreensão de seus filhos”.

“Crianças menores de 6 anos precisam ser mais protegidas da violência virtual, pois não conseguem separar a fantasia da realidade. Jogos online com cenas de tiroteios com mortes ou desastres que ganham pontos de recompensa como tema principal não são apropriados em qualquer idade, pois banalizam a violência como sendo aceita para a resolução de conflitos”, diz documento publicado pela entidade sobre relação com a tecnologia.

LÍDERES DE AUDIÊNCIA

Canais relacionados ao jogo Minecraft lideram a audiência entre o público de zero a 12 anos no YouTube. Isso é o que mostra a pesquisa famílias e tecnologia, divulgada nesta quinta-feira pelo ESPM Media Lab.

Das 50 bilhões de visualizações obtidas por 230 canais dirigidos para o público dessa faixa etária, 20 bilhões correspondem à audiência dos vídeos sobre Minecraft.

Em seguida, aparecem os canais de youtubers teens e os dos youtubers mirins, em terceiro.

“O poder de influência e de engajamento desses youtubers é grande e a criança desta geração não diferencia o que é on-line de off-line. O youtuber parece muito próximo para ela”, diz por Luciana Corrêa, coordenadora do estudo.

Os canais da categoria unboxing _que mostram pessoas abrindo caixas de brinquedos_ são os que mais cresceram em relação à pesquisa anterior, divulgada em novembro de 2015. Tiveram uma alta de 975%.