Mães têm direito de enviar leite materno para bebês que ficam em creche municipal

Por FABIANA FUTEMA
Amamentação traz benefícios para a saúde da criança  (Elis Freitas Fotografia)
Amamentação traz benefícios para a saúde da criança (Elis Freitas Fotografia)

Mães que amamentam podem continuar com essa prática mesmo depois de matricular seus bebês em creches municipais ligadas à Prefeitura de São Paulo. Desde 2016, os CEIs (Centros de Educação Infantil) são orientados a receber e armazenar o leite materno de mães que amamentam.

De acordo com informativo da Codae (Coordenadoria de Alimentação Escolar), os CEIs devem manter a oferta de leite materno para esses bebês no dejejum, lanche, almoço, lanche e refeição da tarde.

Apesar dessa orientação, ainda há CEIs que se recusam a receber leite materno. Esse é o caso do CEI São Benedito, localizado no Butantã, zona oeste de São Paulo.

Uma mãe chegou a desistir de matricular o bebê nesse CEI após ser informada que a unidade não poderia manter a oferta de leite materno, pois não tinha como armazenar o alimento.

Procurada pelo Maternar, a unidade informou que não possuía local adequado para o armazenamento do leite materno nem funcionário disponível para preparar o alimento. Informou ainda que oferecia local para as mães amamentarem seus bebês na creche.

Oferecer um local para as mães amamentarem é positivo, mas nem todas têm possibilidade de se deslocar até a creche ao longo do dia para dar de mamar.  Para as que trabalham longe, essa opção não é suficiente para manter a oferta de leite materno.

As mães que desejam levar leite materno para a creche municipal devem assinar um termo de opção pelo leite materno. Segundo informativo do Codae, os CEIs devem “acolher a mãe, entender como é a rotina da criança e adaptá-la à unidade”.

Procurada pelo Maternar, a Secretaria Municipal de Educação informou que o CEI São Benedito foi reorientado “para que receba o leite materno devidamente armazenado”. “Pediu ainda à escola que entre em contato com a família para os esclarecimentos que se fizerem necessários”.

COMO ENVIAR O LEITE PARA O CEI

O leite deve ser enviado congelado e armazenado em embalagens individuais na quantidade necessária para cada mamada. Os frascos devem ser identificados com o nome da criança e data da coleta do leite.

O Codae orienta as creches a recusar o leite caso não esteja congelado ou apresente sinais de descongelamento.