Após notificação, Burigotto diz que contatou família de bebê morto

Inmetro suspende registro do berço Nanna da Burigotto (Reprodução)
Inmetro suspende registro do berço Nanna da Burigotto (Reprodução)

Após perder o registro para comercializar o berço portátil Nanna e ser notificada a retirar o produto do mercado, a Burigotto recebeu nesta terça-feira ofício consultando-a sobre a possível abertura de recall do produto. O DPDC (Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor) informa que a empresa tem cinco dias para se pronunciar sobre o recall.

O Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) suspendeu o registro do berço Nanna após receber avisos de acidente envolvendo o produto. Em um deles, uma criança de São Lourenço (MG), se seis meses, teria morrido sufocada ao ficar presa entre as laterais do berço e o colchão.

Em nota, a Burigotto, informa que “lamenta profundamente a fatalidade e expressa aos familiares do bebê total solidariedade e condolências”.  Diz ainda que “já entrou em contato com os pais e continua à disposição para esclarecimentos”.

“O berço Nanna é comercializado pela Burigotto há mais de seis anos, com certificação do Inmetro, e sempre esteve dentro dos prazos de manutenção do certificado. O berço sempre foi referência no mercado e nunca houve antes registro de acidentes envolvendo o produto”, diz nota da empresa.

Segundo a fabricante, a retirada dos berços já foi iniciada e agora aguarda “a conclusão do novo teste recém-exigido pela portaria [publicada pelo Inmetro].”.

Em relação ao recall, a empresa diz que “tomará todas as medidas necessárias em relação à notificação”.

Em entrevista ao programa ‘Patrulha do Consumidor’, da Record, os pais da menina Sofia disseram que as especificações de segurança para o berço seriam insuficientes para evitar o acidente _como limitar a 30 mm o vão máximo entre as laterais e colchão, pois o tecido é mole e se expande.

Eles também criticaram o fato de o tecido da cabeceira e pé não ser de tela, furadinho, o que reduziu a passagem de ar para a criança.

E SE VOCÊ TEM O MESMO BERÇO EM CASA?

Ainda não há nenhuma determinação obrigando a empresa a trocar o berço que você já comprou.

Se você tem um berço Nanna em casa, pode ligar para a Burigotto para se informar sobre o uso adequado do produto. O telefone é (19) 3404-2000.

Neste número, a atendente pergunta qual o tempo de uso do produto, peso da criança e se o consumidor utiliza colchão adicional.

Em caso de resposta positiva, o consumidor é orientado a verificar se o colchão está de acordo com as especificações do manual de instruções.

PORTARIA

No fim de maio, Inmetro publicou  uma portaria acrescentando novas exigências para a produção, venda e importação de berços-portáteis no país.

De acordo com a portaria, o espaço entre as laterais e o colchão nunca poderá ser superior a 30 mm, mesmo quando o produto for feito de material flexível.  São considerados flexíveis os tecidos, telas, plásticos e outros materiais que se deformam.

Determina ainda que as dimensões do colchão devem ser especificadas pelo fabricante, podendo ou não acompanhar o berço. O tamanho dele deverá constar do manual de instruções do produto.